quinta-feira, 18 de abril de 2019

Inmeq fiscaliza feiras, mercados, supermercados em São Luís



O Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq/MA), órgão delegado do InMetro no Maranhão, está realizara a “Operação Semana Santa”, durante todo período Pascoal. A operação que foi iniciada desde a Quaresma hoje percorreu as feiras, supermercados da cidade, além de contar com uma equipe na BR paa verificação de transportes como ônibus e vans que fazem viagens.

Feiras nos bairros da Cohab, Cohatrac, Forquilha, João Paulo, Liberdade, Bairro de Fátima, Mercado do Peixe e supermercados da cidade foram fiscalizados. Os agentes verificaram a precisão das balanças e se o produto está bem armazenado. Produtos comercializados nesse período como carne congelada de siri, camarão e sururu já embalados e pesados, além de ovos de Páscoa, também foram fiscalizados nos supermercados da capital.

O objetivo é garantir o direito do consumidor de que não estão sendo vendidos abaixo do peso discriminado nas embalagens. “As balanças devem estar aferidas e lacradas com o selo do Inmetro para que assegure essa quantidade de produtos que o consumidor estar pagando”, explicou o presidente do Inmeq no Maranhão, José de Ribamar Mendes.

Além das feiras e supermercados, uma equipe trabalha na BR observando a medicação marcada pelos Cronotacógrafo existentes nos veículos de transporte coletivo que realizam viagens para outros municípios ou estados. O Cronotacógrafo é o instrumento ou conjunto de instrumentos destinado a indicar e registrar a velocidade e a distância percorrida pelo veículo, em função do tempo decorrido, assim como os parâmetros relacionados com o condutor do veículo, tais como: o tempo de trabalho, período de parada e o de direção. “A gente trabalha com um equipamento chamado cronotacógrafo que exatamente existe nos veículos que conduzem passageiros, como ônibus, vans. E a gente precisa acompanhar se esses equipamentos estão funcionando bem, estão aferidos. Às vezes pode até ter veículos que não tem esse equipamento e aí as viagens, elas são comprometidas. Então, é nosso dever, como poder público, como órgão fiscalizador, fazer com que a população e o consumidor seja bem assistido”, detalhou José de Ribamar Mendes.

Com informações e foto do Portal Guara

Nenhum comentário:

Postar um comentário