quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Membros da Secretaria de Assistência Social, entidades Religiosas e Jurídicas de Pio XII realizam trabalho de panfletagem e conscientização para combater o trabalho infantil durante o carnaval


Com o propósito de conscientizar e chamar a atenção da comunidade para um dos períodos com a maior reincidência e constatação de trabalho infantil, que é a temporada carnavalesca, a Secretaria de Assistência Social de Pio XII, em parceria com entidades Religiosas, Jurídicas e Conselhos que compõe a rede de proteção à criança e o adolescente, deu inicio na manhã desta quarta-feira (27/03) a campanha “Trabalho Infantil não é Folia”, que deverá se estender até o dia (02/03), sábado de carnaval.

De acordo com informações do Observatório de Violação dos Direitos das Crianças e Adolescentes, o trabalho infantil é a violação mais constatados neste período, isso devido os dias da folia abrirem oportunidades de serviços informais e muitos pais ou responsáveis que  atuarem como vendedores ambulantes nos circuitos da festa e, dentre estes, muitos tem a companhia de menores, assim, expondo os mesmos ao trabalho, consome de álcool, alguns chegando a dormir em barracas improvisadas nos locais de trabalho, além de correrem um sério risco de desaparecerem ou serem vítimas de abusos sexuais.

O trabalho infantil é uma grave violação de direitos humanos da criança e do adolescente, impede que a criança tenha o seu desenvolvimento saudável, impondo a esta, obrigações e responsabilidades de um adulto, colocando em risco a sua saúde e às vezes a própria vida.

Com mensagens estampadas em cartazes e folders que reforçavam a importância das crianças brincarem e estudarem, a equipe também levou a palavra de incentivo e de encorajamento para que a comunidade efetue denúncias ao disque 100 ou as autoridades locais, caso constate alguma violação de direito.



Nenhum comentário:

Postar um comentário